logo marca elementar

VER IMAGENS

SOBRE

Um casal jovem nos procurou para fazermos a ambientação do seu primeiro apartamento. Eles tinham como principal referência estética o estilo escandinavo que, em geral, mistura tons pastéis com branco e, eventualmente, algum tom mais sóbrio e escuro. O forte uso da madeira e acabamentos naturais, junto com um mix de móveis e objetos de design, também faz parte da linguagem dos ambientes escandinavos.

Fotografias: Adriano Rodrigo

PROJETO

O desafio foi transformar o apartamento de três quartos, com 90m², tipicamente recifense, num lar mais integrado e aconchegante. Em relação à planta baixa, uma questão que afligia os clientes era o tamanho pequeno da cozinha, bem como a visibilidade que se tinha da área de serviço a partir dela. Outro pedido foi que planejássemos um closet que funcionasse também como home office em um dos quartos, e que este se integrasse ao quarto do casal. Além disso, deveríamos considerar uma futura transformação deste closet em quarto novamente, para um segundo filho.

Como solução aos problemas levantados pelos clientes, propusemos a demolição da parede que divide a sala da cozinha, projetando uma esquadria em aço e vidro, que permite uma integração visual, bem como, quando for conveniente, isolar a cozinha da sala. Esta esquadria foi feita em parte com vidro transparente, para facilitar a integração visual, enquanto em outro trecho dela utilizamos vidro jateado para funcionar como mural de recados.

O casal não queria utilizar o quarto de serviço, com isso conseguimos utilizar o seu espaço para criar um pequeno depósito e deslocar a área de serviço, aumentando-a e retirando ela da zona de visibilidade da cozinha. Com este deslocamento da área de serviço, conseguimos ampliar a cozinha, atendendo à solicitação do casal.

Na cozinha, misturamos o estilo escandinavo com a estética industrial com toques retrô, criando um espaço com muita personalidade. Paredes em concreto aparente, revestimentos em tons suaves e geométricos, móveis retrô, esquadrias e luminárias em aço se misturam com as bancadas de madeira natural para dar vida a um espaço tão importante da casa. 

No quarto que foi transformado em closet, propusemos um armário modular, de forma que, no futuro, quando o closet precisar ser revertido em quarto novamente, um dos módulos do roupeiro vá para o quarto do casal, enquanto o outro permaneça no ambiente passando a funcionar como guarda roupas do futuro filho. 

De maneira geral, utilizamos tons neutros em todo o apartamento, brincando com texturas e estampas diferentes e permeamos todos os espaços com luminárias, móveis e peças de design escandinavo e tentando deixar o ambiente jovem e descontraído. 

Para o piso do apartamento escolhemos um revestimento vinílico num tom de madeira escuro, exceto para as áreas molhadas, onde usamos diferentes tipos de porcelanato, como o que imita ladrilho hidráulico na cozinha, por exemplo. Nas paredes da sala e do quarto do casal abusamos do revestimento de tijolinho aparente branco para dar um ar mais aconchegante e rústico aos espaços. Ainda na sala utilizamos painéis almofadados na parede, conhecidos como boiseries, e vigas de madeira no teto, que são soluções típicas da estética escandinava.

Na varanda, criamos uma elevação que no piso, onde dispusemos grandes almofadas e de onde é possível deitar e relaxar contemplando a vista da cidade e interagindo com a mesa de refeições e reunião que propusemos no lado oposto. A mesa com bancos por sua vez se integra à sala, possibilitando um espaço agradável e aconchegante para receber os amigos e familiares.

Mesclamos tons neutros nas paredes em contraste com tons escuros de madeira no piso e teto. O mobiliário também mescla peças mais claras com escuras.

Exploramos o uso do tijolinho aparente numa composição com painéis almofadados de madeira na parede e quadros com tons suaves, que fazem um contraponto. Ao fundo, a esquadria em aço e vidro divide a sala com a cozinha ao mesmo tempo que permite total integração dos espaços.

As luminárias industriais dão um toque especial ao jantar. A mesa de aço e madeira patinada se junta um mix de cadeiras em cores e designs diferentes.

As paredes em tijolo aparente e boiseries recebem a decoração de quadros da Urban Arts, prateleiras em madeira com livros e um cacto que é o xodó da cliente.

No rack da tv, desenhado pelo escritório, as frentes das gavetas são um ripado de madeira com pintura rosê em laca PU.

O rack rosê traz para a sala um tom suave de cor, sem se desvencilhar do estilo escandinavo.

Com o tapete geométrico preto e branco e a parede de tijolinho ao fundo, o sofá escolhido tem cor neutra, num tom de cinza. A poltrona no modelo Acapulco completa a composição. Quebrando o monocromatismo, as almofadas trazem um pouco de cor. As luminárias articuladas oferecem versatilidade à iluminação do espaço.

Detalhes como as almofadas coloridas e a manta da cadeira Acapulco trazem ainda mais a personalidade do casal ao apartamento.

Na cozinha, os tons de madeira se misturam com a combinação do preto e branco dos revestimentos e dos armários, que tem um desenho retrô.

Com a mudança na posição da área de serviço, conseguimos aumentar o espaço da cozinha, ganhando mais armários. Detalhe para o shaft que foi revestido em madeira e se integrou às cores e texturas do ambiente.

Na parte seca da bancada utilizamos madeira, enquanto na parte molhada, detalhamos um balcão em aço inox.

Mix de textura de concreto aparente, revestimentos em tons suaves e geométricos, móveis retrô e com textura em madeira, e pendentes aramadas trazem a referência ao estilo escandinavo.

Na varanda, projetamos um espaço super gostoso para descanso e contemplação da vista.

O cordão de luz da varanda dá a possibilidade de uma iluminação aconchegante e intimista.

No banheiro social, a combinação do desenho geométrico do ladrilho e o amadeirado do revestimento patinado dão o tom do espaço que é completado pelas prateleiras em madeira, a bancada em concreto aparente e o espelho redondo no modelo Adnet.

Detalhe da bancada em concreto e da estante em estrutura metálica e madeira com folheado freijó, desenhadas pelo escritório especialmente para o projeto.

A suíte do casal mistura a madeira, o tijolinho e a textura em concreto aparente nas superfícies. O painel de cabeceira preto dialoga com a estrutura das mesinhas laterais.

O espelho de piso escorado na parede, a iluminação no cordão com bolinhas de algodão e a escada que serve como suporte à luminária com lâmpada de filamento, dão um ar despojado ao espaço.

O painel de cabeceira tem um avanço que permitiu a decoração com o apoio de quadros da Urban Arts. Em uma das laterais foi proposta uma luminária com lâmpada em filamento de led tendo como suporte um cabideiro da Muma.

O closet aberto é prático e funcional. Este tem estrutura metálica fixada no piso e no teto e gavetas e prateleiras em madeira com revestimento folheado natural patinado.

O espaço do closet funciona também como home office e ganhou um mesa apoiada em cavaletes super descontraída.

Detalhes da mesa do home office e closet, com tons em branco e madeira clara patinada.

No banheiro do casal, uma composição de revestimentos em preto e branco caracterizam o ambiente, que é complementado pela bancada e armário em madeira natural.

Planta baixa antes da reforma.

Planta baixa depois da reforma.