logo marca elementar

VER IMAGENS

SOBRE

Proposta de requalificação do Edifício Califórnia, no Recife, transformando-o em um Hotel 3 estrelas, aproveitando que a edificação apresenta potencial para atender às demandas atuais, do modo de vida contemporâneo, ou mesmo abrigar novos usos, com o objetivo principal de prolongar a vida útil e os valores arquitetônicos do edifício, reconhecido como Imóvel Especial de Preservação (IEP), sujeito a modificações em sua estrutura física e espacial sem o devido cuidado, levando a perda de sua integridade e autenticidade.

PARTIDO ARQUITETÔNICO

Como requalificação e adequação do edifício a um novo uso, a proposta teve como objetivo a não descaracterização do existente, como forma de transmitir suas principais características para as gerações futuras. A estrutura existente da torre se adequava quase que totalmente ao necessário para o hotel, sendo construída somente uma escada de emergência que tem seu volume destacado nas circulações horizontais do edifício, como forma de evidenciar a intervenção realizada. 

Para a ambientação dos apartamentos, recriamos o espírito da época que ali existiu, recorrendo à temática dos anos 50, período de construção do edifício. As maiores intervenções ocorreram no embasamento do edifício. Buscando retomar a concepção original deste espaço, recriamos um vazio, que no primeiro projeto abrigava um cine teatro e em nossa proposta implantamos a recepção e lobby do hotel. Além disso, foi sugerida a inserção de um volume de forma geométrica irregular para abrigar um novo uso – o auditório. Sua forma e posição denunciam seu caráter contemporâneo e consequente dissociação ao programa e concepção espacial original. 

Devido ao programa exigir uma área maior do que a disponível, foi proposto um edifício anexo que buscou interferir o mínimo possível na compreensão e na leitura do imóvel preservado, de maneira que a relação deste novo equipamento com o Edifício Califórnia criasse uma ideia de continuidade. O anexo é basicamente um prisma retangular semelhante ao da base do Califórnia, com mesma altura, e assim como ocorre no edifício preservado, também ocupa a maior parte do seu terreno original, o que os aproxima quanto ao padrão de ocupação. 

A integração das fachadas se dá através do cromatismo feito com um mosaico de placas com cores próximas ou iguais às empregadas nas fachadas do edifício preservado. Os edifícios são conectados por duas passarelas e uma rua interna no pavimento térreo. Nenhuma das passarelas toca a torre vertical, a comunicação é somente entre a base do Califórnia e o novo edifício. A rua interna retoma a ideia do projeto original (1953) de conectar a frente e o fundo do terreno, sendo feita neste caso, a ligação entre a Av. Boa Viagem e a Av. Conselheiro Aguiar. Esta proposta reforça o potencial de comércio desta área, aproveitando a estrutura existente, e termina por subsidiar o empreendimento Hotel Califórnia. 

METODOLOGIA

A proposta baseou-se na metodologia desenvolvida pelo Laboratório de Estudos Avançados em Arquitetura (lA²), do Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Urbano (MDU), parte do Departamento de Arquitetura e Urbanismo da UFPE, denominada DRAPI (LOUREIRO, ET AL, 2006; AMORIM, ET AL, 2006). Esta tem por objetivo estabelecer procedimentos integrados de análise que identifiquem as possibilidades de mudanças de uso ou otimização do uso existente.

PROJETO

O programa conta com um andar subsolo no edifício anexo com 55 vagas de estacionamento para as lojas comerciais. As demais vagas estão distribuídas no andar térreo e no 1º pavimento, num total de 101 vagas. No térreo estão locados a recepção, lobby, café, apoio, 23 lojas comerciais distribuídas tanto na base do Califórnia, quanto no edifício anexo e ligadas através da rua interna recriada. No primeiro pavimento do edifício preservado foram locados foyer, auditório com 79 lugares e 04 salas de reunião. No último andar da base e do anexo há restaurante para 98 lugares, cozinha, e serviço. Por fim, na torre estão locados os 210 apartamentos tipo suíte e na cobertura, além do terraço descoberto, um salão para eventos, salão de jogos e bar.

Esquema ilustrando origem das cores e composição da fachada do anexo

Diagrama ilustrando os usos e zoneamento

Planta Baixa - Pavimento Térreo

Planta Baixa - Sobreloja

Planta Baixa - Pavimento Vazado

Planta Baixa - Pavimento Tipo

Corte