logo marca elementar

VER IMAGENS

SOBRE

O papel da arquitetura é abrigar a vida humana e servir de pano de fundo para as atividades do dia a dia das pessoas. Muitas vezes a arquitetura molda comportamentos e relações. 

Pensando nisso, um jovem casal, grávidos de uma menina, nos procurou para, juntos com eles, planejarmos o quarto onde sua futura filha cresceria e se desenvolveria. O casal trouxe a ideia de um quarto montessoriano, onde tudo é planejado para dar o máximo possível de autonomia para a criança se desenvolver, explorar e descobrir o mundo por si só. Entramos nessa onda e projetamos o quartinho de Alice com muito carinho.

Fotografias: Adriano Rodrigo

PROJETO

O desafio foi aplicar os conceitos Montessori em um quarto de dimensões reduzidas. Com isso, tivemos de otimizar todos os espaços para que cada coisa tivesse o seu lugar, e ainda, para que os elementos não tivessem uma vida útil muito curta, que pudessem ser adaptados com o avançar da idade de Alice.

Na maioria dos casos quando se projeta um quarto de bebê, a primeira coisa a se pensar é no local do berço/cama, e aqui não foi diferente. Com a melhor localização definida, passamos a desenhar as diferentes possibilidades de forma que ele poderia ter, sempre com a preocupação de que esse elemento fosse usado como berço no primeiro ano de vida e que depois pudesse ser usado como cama depois, sem que para isso fosse preciso desfazê-lo. Conseguimos isso projetando uma espécie de base de madeira, que tem dois gavetões para armazenagem de produtos e brinquedos, e, em cima disso, o local do berço definido por uma moldura na lateral com tela de palhinha e por rolinhos de tecido nos outros lados, que são finalizados pela marcenaria que reproduz um telhado de uma casinha. 

Enquanto é usado como berço, sobra um espaço nessa base que é usada como um tablado para Alice brincar, onde colocamos um espelho para que ela possa rolar e engatinhar até ele para se observar e se descobrir. Quando não precisar ser mais usado como berço, basta retirar os rolinhos e a lateral de palhinha e botar o colchão maior.

Outro elemento de destaque é a árvore de madeira feito em marcenaria sob medida desenhada pela nossa equipe. Além de cumprir um papel lúdico, tem a função, nos balanços que foram instalados, de armazenar os livrinhos.

O guarda roupas é muito funcional e possui apenas uma porta. Ele abriga também o trocador.

Optamos por uma cadeira de amamentação mais compacta e que pudesse ser usada em outro cômodo do apartamento quando deixasse de ser usada no quarto de Alice.

O tapete escolhido é de pvc o que facilita a limpeza, evitando reações alérgicas na criança. O motivo geométrico casa com o do papel de parede escolhido em tons de rosa e branco. 

O quarto foi planejado para tudo estar ao alcance da criança. Mesmo num quarto pequeno, tudo funciona bem e com muito espaço para ela brincar.

O desenho do berço/cama é extremamente versátil, pois permite que com apenas a troca do colchão pequeno por um maior, o berço se transforme em uma cama.

O nicho para brinquedos verde contrasta com tom de madeira e o rosa do papel de parede escolhido. O motivo geométrico do tapete de pvc combina com o papel de parede.

A iluminação realça o papel de parede e a decoração. A utilização do roda meio permitiu que fizemos uma pintura branca abaixo dele e acima o papel de parede, deixando o quarto mais leve.

Detalhe da moldura com a tela de palhinha que é removível.

Detalhe da cabeceira da cama em madeira com desenho de uma casinha.

A poltrona de amamentação e compacta e versátil e será aproveitada em outro cômodo da casa quando não for mais necessária no quarto.

A árvore feita em mdf com marcenaria sob medida, traz um caráter lúdico ao quarto. Os balancinhos com os livros dão um charme a mais.

Detalhe da árvore em mdf. Usamos tons de rosa na copa.

O armário tem apenas uma porta, o que o deixa mais funcional e com as coisas mais acessíveis.

Detalhe do quadrinho com o fundo no mesmo papel de parede utilizado nas outras paredes.

Composição de quadros sobre o papel de parede rosa.

Detalhe da cabeceira em forma de casinha e do móbile.

Nicho para brinquedos.